Comece a Planejar um Novo Ano Para o Seu Dinheiro

Mesmo diante de tanta incerteza no trabalho e na renda, precisamos planejar as finanças para 2021 à luz de lições que 2020 nos deixou

Por: Da Redação em 06/01/2021

O ano de 2020 foi desafiador para todos nós e, a julgar pelos primeiros dias do ano, este promete não ser fácil. Não quero colocar água no chopp de ninguém. Estou apenas sendo realista, considerando as informações disponíveis.

Ainda vivemos os efeitos da pandemia do Covid-19, que desacelerou a economia mundial. Estamos nos virando nos 30, como se diz, para nos protegermos e trabalharmos com segurança.

Aliás, a paralisação de parte do mercado de trabalho foi também um dos efeitos da pandemia.

Ainda que os dados do Ministério do Trabalho mostrem que o saldo de vagas para 2020 foi positivo, com mais de 400.000 postos de trabalho gerados, a situação geral é tensa. Nem todos os setores da economia responderam à crise na mesma velocidade.

E qual a lição que você tirou disso tudo?

O que aprendeu na relação com o seu dinheiro? Mesmo diante de tanta incerteza, precisamos nos planejar para 2021 à luz de lições que 2020 nos deixou.

2020 não te ensinou nada?

Muitas pessoas estão presas em casa, sem acesso ao local de trabalho. Com o carro parado na garagem e com receio de perder o emprego e a renda. 

Se antes você não dava um trocado para o morador de rua porque pensava que ele podia trabalhar, viu a situação de solidão e penúria deles, que de repente não encontravam trabalho e nem ganhavam “uns trocados”, já que de uma hora para outra as ruas ficaram desertas.

Agora eu te pergunto: 2020 não te ensinou nada?

Concentre-se no realmente importa

Será que precisamos de um mega apartamento, em um super condomínio, que usamos duas vezes por ano? Será que o carro compacto não leva você nos mesmos lugares que aquele grandão, bonito, com manutenção cara e beberrão?

Filmes de streaming e live de cantores substituem uma ida em um show com pessoas queridas? Não vale a pena doar um pouco do seus recursos para quem realmente tem necessidade? Pagar um almoço para o moço da praça?

O que 2020 está querendo te dizer é: use o seu dinheiro para coisas que realmente são importantes para você e não para ostentar uma imagem que quer que tenham de você.

Que relação com o dinheiro você quer ter?

Como consultor financeiro, ouvi de muitas pessoas: “Léo, se eu for mandado embora, fico sem dinheiro!” Ouvi isso de pessoas com imóvel, carro, casa na praia, celulares, televisões, computadores, diversos equipamentos eletrônicos, geladeira e dispensa lotadas. 

A falta de reserva financeira é um problema para grande parcela da população brasileira. Mas no exemplo que estou trazendo, isso acontece porque as pessoas querem mostrar para as outras o que elas tem e não o que elas são. Esse é o ponto.

Essa é a mudança. A partir daqui você pode começar um ano realmente NOVO.

Em finanças, vale sempre um ditado: Uma coisa é certa, o “imprevisto” sempre acontece. Seja por uma pandemia, um acontecimento familiar, uma perda de emprego inesperada, gastos que não estavam nos planos.

Entendido isso, o que você deve levar em conta para o planejamento de 2021 então?

Como planejar suas finanças em 2021

O começo do seu planejamento deve ser feito com os pés no chão. Antes de achar que agora apareceu o melhor investimento e que sua vida irá mudar, dê dois passos atrás, com muita calma e consciência.

1. Olhe para seu orçamento e faça, literalmente, uma faxina

Observe seus gastos e veja o que pode ser trocado, sem perder qualidade de consumo. Na alimentação, cujos preços tiveram uma alta absurda, dá para comer de forma mais balanceada, sem recorrer aos aplicativos de delivery. Com um pouco de planejamento, dá para achar uma alternativa saudável e mais barata comendo em casa.

Um cuidado maior com produtos pessoais e eletrodomésticos vai evitar que eles estraguem e exijam manutenção ou troca. O carro, um dos itens de maior dispêndio no orçamento, pode ser substituído por um modelo mais compacto e econômico.

Você também economiza com menos idas em shoppings centers, e mais idas a parques e praças, na troca do cinema por uma reunião em família com um filme de streaming. São pequenas economias que no final do mês fazem você terminar com o saldo no banco no azul.

Antes de vislumbrar qualquer investimento com o seu dinheiro, faça primeiro a revisão no orçamento familiar.

Feito isso, é chegada a hora de fazer umas das coisas mais importantes.

2. Faça a sua reserva de emergência

De todos os problemas que o ano de 2020 nos mostrou, uma coisa que ele escancarou foi a importância de uma reserva para imprevistos. Ela nunca se fez tão necessária.

Essa reserva deve corresponder a, no MINÍMO, seis meses dos gastos da família. Se você for um trabalhador autônomo, sua reserva de emergência deve corresponder a 12 meses de seus gastos pessoais.

Quem sofreu com a redução salarial em 2020,  mas tinha a sua reserva de emergência, não sofreu tanto, e conseguiu se readequar.

Quem não foi demitido, tinha os gastos sob controle e uma bela reserva, aproveitou a oportunidade de desconto nos preços dos ativos e investiu. 

Faça o seu ano novo realmente novo!

A reserva de emergência salva e muda a vida das pessoas. Aproveite e faça a valer a pena o seu tempo, seus recursos e as coisas que realmente são importantes.

Faça o seu ano novo realmente novo! E comece já a planejar as suas finanças. 

Leonardo Lamounier é consultor de gestão de negócios e educador financeiro. É especialista em investimentos e private banking pelo IBMEC, com certificação em Avaliação de Empresas, Fusões e Aquisições e Valuation pela escola de negócios Saint Paul, de São Paulo.

Outros artigos de Leonardo Lamounier:

Como Usar o 13° Salário de Forma Inteligente

Leia também:

Qual é a Importância da Reserva de Emergência?

Já Fez a Reserva de Segurança? Como Investir e Superar a Selic?

Quatro Dicas Para Você Criar um Planejamento Financeiro Pessoal Eficiente

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*