Banco Inter Oferece Rentabilidade Por CDB. Como Funciona?

Acompanhe, a seguir, um passo a passo de como investir nesta modalidade pelo Banco Inter.

Por: Alison Pitangueira em 29/01/2021 - 08h00

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um dos investimentos de renda fixa mais conhecidos entre os investidores. Por meio do Banco Inter, os clientes podem ter acesso a diversas formas de aplicações, como o CDB.

Ao realizar uma aplicação pelo CDB, você, o cliente do Banco Inter, poderá contar com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), de acordo com o limite estabelecido. Dessa forma, o investimento nesta modalidade pode ser mais seguro.

Ficou interessado? Pretende investir neste tipo de modalidade e, dessa forma, obter um rendimento maior que o da poupança? Então, não saia daqui! Na sequência, a gente te explica como funciona o investimento, bem como o rendimento pelo CDB, para que aquele dinheiro, que você está guardando para realizar aquele sonho, possa render ainda mais!

Como Funciona o Rendimento Por CDB do Banco Inter?

O CDB garante um rendimento maior do que o da poupança, por exemplo. Quanto maior o tempo de aplicação, a alíquota do Imposto de Renda (IR) será regressiva.

Vale destacar que ainda há a possibilidade de incidência do Imposto sobre Aplicações Financeiras (IOF), caso o resgate do valor seja feito em menos de 30 dias.

Neste caso, as alíquotas são regressivas. A pessoa poderá investir com o valor inicial de R$ 100.

Como Funciona o Resgate do Dinheiro no CDB do Banco Inter?

O resgate poderá ser diário ou no vencimento, de acordo com a sua preferência. Caso a solicitação de resgate aos finais de semana ou feriados, o resgate será no dia útil seguinte. Além disso, o prazo mínimo é variado ao investidor.

O cliente do Banco Inter poderá realizar quantas aplicações preferir. Ao realizar um investimento por CDB com a liquidez diária, haverá disponibilidade para resgate no dia útil seguinte — na aba de investimentos.

Simulação de Investimento Pelo CDB do Banco Inter

Em um exemplo hipotético de um investimento de R$ 1 mil, durante 360 dias, o CDB terá o rendimento de R$ 1.048. Caso você cliente optasse pela aplicação na poupança, o rendimento seria de R$ 1.037,06 nas mesmas condições.

para uma aplicação de longo prazo, em um período de 1800 dias, o investimento inicial de R$ 1 mil pelo CDB terá rendimento de R$ 1.266,59. Pela simulação para a aplicação na poupança, pelo mesmo período e mesmo valor, o rendimento será de R$ 1.199,55.

Nesse exemplo, foram considerados os valores brutos, com a taxa Selic abaixo de 8,5% ao ano. Também é considerado que o título do Tesouro Direto é a LFT e a rentabilidade de 100% do CDI.

O Que é o CDB?

Se você já investiu no Tesouro Direto, sabe que quem compra títulos públicos na prática “empresta” dinheiro para o governo fazer a máquina pública girar. Da mesma forma, quem investe em debêntures empresta recursos para uma empresa realizar grandes projetos.

A lógica é exatamente a mesma nos certificados de depósito bancário: quem compra CDBs empresta dinheiro para os bancos financiarem suas atividades de crédito.

Os bancos captam dinheiro com os CDBs oferecendo em troca uma remuneração – os juros – aos investidores, por um determinado período. Os recursos são usados por essas instituições para conceder empréstimos a outras pessoas.

Só ficam de fora os valores que os bancos são obrigados a recolher como depósito compulsório junto ao Banco Central (BC), cerca de um terço do que captam. Esse volume de recursos não pode ser emprestado. A obrigação serve exatamente para que o governo consiga controlar o dinheiro em circulação na economia.

Quanto Rende um CDB?

A resposta é: depende. Existem vários tipos de CDBs, e cada um possui uma característica bem particular. Os três modelos mais comuns são:

  • CDB prefixado: Nesse tipo de aplicação, o investidor consegue calcular exatamente a remuneração em reais que obterá até o vencimento do papel. Isso porque a taxa de juros é definida e informada desde o momento da aplicação. Um CDB prefixado com taxa de 5% ao ano, por exemplo, oferecerá exatamente essa remuneração até o fim.

 

  • CDB pós-fixado: É, sem dúvida, o tipo mais comum de CDB disponível no mercado. Nesse caso, o investidor sabe que indicador servirá de referência para a rentabilidade do papel também desde o momento da aplicação. Mas não é possível ter certeza de qual será o retorno em reais, porque ele seguirá a dinâmica de variações do indicador.

 

  • CDB atrelado à inflação: se você entendeu como funcionam os outros tipos de CDBs, esse não vai ser complicado. A remuneração destes papéis mescla as duas estruturas. Ou seja, eles oferecerem como retorno uma parcela prefixada (5% ao ano, digamos) e outra pós fixada (variação da inflação, medida pelo IPCA ou pelo IGP-M).

O Banco Inter é Confiável Para Investir?

Sim. Apesar de ter entrado no mundo digital em 2014, o Banco Inter já conta com a experiência do Intermedium, que foi fundado em 1994.

Nos últimos anos, a empresa agregou vários novos serviços e vantagens para os seus clientes. A possibilidade de comprar produtos de grandes lojas de varejo pelo aplicativo e ainda receber cashback é apenas um dos exemplos.

A ampliação no portfólio de serviços e produtos acelerou a mudança do Inter de banco para uma plataforma digital, a cada dia mais completa de serviços.

Com essas iniciativas o Inter ganhou mais visibilidade e está no radar de clientes e também de investidores, que podem adquirir ações.

Como Investir no CDB do Banco Inter?

  1. Na tela inicial do app do Banco Inter, selecione “Entrar” para acessar sua conta digital. Em seguida, selecione “Investimentos, no topo da tela;

 

  1. Na tela seguinte, o usuário tem todas as informações sobre seus investimentos. Estão disponíveis aplicações de renda fixa, fundos de investimento, ações, ofertas públicas, previdência privada e poupança. Neste tutorial, vamos usar a opção “Renda Fixa” como exemplo;

 

  1. Selecione o tipo específico de investimento que deseja realizar. Neste tutorial, optamos pelo CDB. Utilize os filtros para selecionar investimentos de “Resgate Rápido” (com resgate em um, três ou cinco anos). Em cada cartão de investimento, há informações sobre o tipo de liquidez, valor mínimo de investimento, tipo de recolhimento do IR e tempo de resgate. Selecione o que você preferir;

 

  1. Por fim, adicione o valor que deseja investir. Note que há uma tabela que mostra a projeção de aplicação com a rentabilidade. Confira as informações e confirme a ação em “Investir”.
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*