Crédito ou débito: quando é melhor usar cada um?

Por: Da Redação em 09/02/2021

Bastou pedir a maquininha, sacar o cartão da carteira, que logo vem a famosa pergunta: “é crédito ou débito?”. Quem nunca se viu nessa situação?! Porém, engana-se quem pensa que é apenas uma questão rotineira, já que elas possuem a mesma finalidade, que é pagar suas compras. É preciso saber quando usar cada uma das alternativas, já que elas oferecem recursos distintos.

Inclusive, é justamente essa distinção entre os dois que torna cada opção a mais adequada para você nas determinadas situações. Abaixo, vamos mostrar cada uma das situações e lhe mostrar se é melhor usar crédito ou débito. Venha conosco!

Quais são os benefícios do crédito?

O cartão de crédito é a forma de pagamento mais tradicional devido à praticidade e facilidade que traz ao seu cotidiano. Afinal, com ele você pode postergar o pagamento e ainda parcelá-lo.

Ou seja, ele torna-se atrativo por você conseguir, de certa forma, postergar um pagamento, dando maior prazo para você ajustar sua vida financeira e arcar com os valores daquele bem. De quebra, você pode dividir o valor em parcelas menores, o que dá flexibilidade ao orçamento.

E quais são os pontos negativos do cartão de crédito?

Por você, de certa forma, não ver o dinheiro saindo de sua conta ao adquirir determinado bem, o cartão de crédito pode se tornar um vilão, uma vez que muitos se perdem em meio ao limite e esquecem que em até 40 dias precisarão arcar com aquele valor. Se não ficar de olho nessa questão, corre o risco de gastar muito e criar uma grande bola de neve.

Caso você não pague a fatura em dia, você vai cair no chamado crédito rotativo, que é quando a dívida de outrora é acrescida de multa e juros, o que faz com que um antes simples débito transforme-se em uma grande dor de cabeça, já que essas taxas são as mais altas do mercado.

Quais são os benefícios do débito?

No cartão de débito, como o próprio nome diz, o desconto do valor de sua compra cai em tempo real na sua conta corrente. Por isso, o débito é a modalidade de maior controle financeiro.

Porém, seu grande benefício está na facilidade de você não precisar andar com dinheiro em espécie, o que faz com que você evite carregar altas quantias na carteira e não precise receber grande quantidade de moedas.

E quais são os pontos negativos do débito?

O cartão de débito ainda não é plenamente aceito, sendo que muitos lojistas ainda se estacionaram nas pequenas taxas que a ele estão acopladas pelas instituições financeiras.

Além disso, é preciso ter cuidado. Assim como o crédito, tem o perigo do “dinheiro de plástico”. Por não ver o dinheiro que sai da carteira, há o risco de passar do limite e de prejudicar o seu orçamento.

Quando usar crédito ou débito?

As duas modalidades têm pontos positivos e negativos. A questão é saber quando usar cada um deles.

O cartão de crédito, por exemplo, é muito útil para compras de alto valor, pois possibilita que você escalone o pagamento e consiga não comprometer seu orçamento. Ao diluir a compra, faz com que os altos custos fiquem mais “agradáveis” ao seu bolso ao longo do tempo.

Porém, é preciso ficar de olho. Só vale a pena parcelar se não houver juros. Do contrário, é interessante pagar no débito e pedir um desconto, por exemplo.

Mas se sua intenção for controlar melhor como o seu dinheiro é usado, o ideal é recorrer ao débito. Com ele, você não compromete parte significativa do seu orçamento. Só se lembre de sempre conferir o saldo para não se assustar depois.

Qual é o papel do planejamento financeiro?

Tenha na cabeça que independentemente se você optar por crédito ou débito, é essencial ter controle de sua vida financeira. Por isso, somente os use quando definir bem quanto dinheiro será gastado naquele mês. Assim, evitará a famosa bola de neve.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*