Empréstimo para MEI: passo a passo

Como funciona o empréstimo para MEI? Como consigo um? Nesta publicação responderemos as principais dúvidas sobre esse assunto

Publicidade
Empréstimo para MEI: passo a passo
Alison Pitangueira
Alison Pitangueira

Às vezes, o MEI, por falta de conhecimento, deixa de movimentar melhor o seu negócio. Em muitas situações, sabia que isso pode ser resolvido com um empréstimo? E em condições diferenciadas para você que é MEI (Microempreendedor Individual)?

Muitos deixam de usar essa ferramenta sendo MEI. Quando você é um empreendedor, precisa saber que tem acesso a certos benefícios e eles o ajudam no mercado de trabalho. Saiba que, você sendo pessoa jurídica e tendo um CNPJ, vai conseguir condições bem especiais.

Alguns empreendimentos pedem investimentos que nem sempre é possível para um empreendedor, certo? E quando isso acontece, o melhor é procurar um banco ou uma instituição financeira de crédito, para conseguir um empréstimo. Sabia que você que é MEI tem opções exclusivas disponíveis, mas que nem sempre usa, por falta de uma maior divulgação? Por isso, vamos te ajudar a compreender quando usar um empréstimo e qual a melhor hora para se valer deste crédito.

Quando o dinheiro falta, um empreendedor logo recorre a um empréstimo e quem é MEI também pode usar este recurso. É bom lembrar que o empréstimo para o MEI possui características diferentes de um empréstimo tradicional. Na hora de comprovar renda a uma instituição financeira, o MEI pouco tem para oferecer como garantia. Na dúvida, o bom é consultar o portal do Empreendedor.

O que é MEI?

De acordo com o Portal do Empreendedor, o MEI (Microempreendedor Individual) é o pequeno empresário individual que atende a algumas condições, descritas a seguir:

  • Tenha faturamento limitado a R$ 81.000,00 por ano;
  • Que não participe como sócio, administrador ou titular de outra empresa;
  • Contrate no máximo um empregado;
  • Exerça uma das atividades econômicas previstas no Anexo XI, da Resolução CGSN nº 140, de 2018, que relaciona todas as atividades permitidas ao MEI.

Como funciona o empréstimo para MEI?

Para solicitar um valor, é necessário que você comprove que o empréstimo será usado, de fato, em benefício da empresa. Pesquise e escolha a instituição financeira que oferece uma opção que caiba no seu planejamento financeiro.

Um ponto que deve ser destacado é que, quem é MEI, tem direito a redução da taxa de juros na hora de pedir empréstimo para o negócio. Isso mesmo! Os juros são menores para microempreendedor.

Apesar disso, é importante lembrar que cada instituição apresenta diferenças – de pagamento, nas taxas praticadas ou mesmo nas regras para a efetivação do empréstimo. E, ainda, que a linha de crédito oferecida pode variar de acordo com o objetivo de cada microempreendedor. Você pode, dentre outros motivos, solicitar o crédito para uma ajuda para realizar um investimento, ampliar o capital de giro ou antecipar vendas, por exemplo.

Como conseguir um empréstimo para MEI?

Dentre os requisitos para solicitar um empréstimo, você precisa ter um documento com os motivos e razões explicando porque deseja solicitar um crédito, informando onde você vai aplicar o dinheiro emprestado. Além disso, dentre os documentos solicitados, geralmente o empreendedor precisa levar o RG, o CPF, o comprovante de residência, além do seu certificado do MEI.

Para você comprovar sua renda individual vai precisar do extrato bancário, imposto de renda, contrato de serviços e decore. Mas atenção: nem sempre instituições financeiras aceitam o extrato bancário como comprovante de renda.

Com o Imposto de Renda, você, empreendedor, vai comprovar sua movimentação financeira. Como é um documento da Receita Federal, ele é sempre aceito pelos bancos. A declaração de imposto de renda só apresenta os dados dos últimos meses do ano que foi encerrado. Por isso, é comum que empresas peçam documentos adicionais de meses recentes, dependendo do valor solicitado por você.

A Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE), você só vai conseguir através de um contador. Ela é feita baseado em outros documentos de comprovação de renda:

  • Livro-caixa da empresa
  • Declaração anual do MEI
  • Notas fiscais emitidas
  • Recibo de pagamento de autônomo (RPA)
  • Guias de pagamento de contribuição previdenciária individual.

O MEI também pode usar os contratos de prestação de serviço para comprovar os rendimentos. Muitas vezes é necessário apresentar outros documentos junto com o contrato de prestação de serviços.

Você sabe qual é o melhor cartão para você?

Saiba mais

Quais bancos fazem empréstimo para MEI?

Alguns bancos oferecem crédito e disponibilizam empréstimo para quem empreende formalmente. Veja os bancos que você pode procurar: Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil (BB) e Caixa Econômica Federal (CEF).

Para solicitar um empréstimo na Caixa, você precisa apresentar RG, CPF e Comprovante de Residência, além de Preencher a Ficha de Cadastro Microempreendedor Individual (CCMEI) e/ou Certidão Simplificada da Junta Comercial. A Caixa pode oferecer isenção em algumas tarifas.

No Banco do Brasil, É necessário levar Certificado de Condição do Microempreendedor Individual (CCMEI) e/ou Certidão Simplificada da Junta Comercial, RG, CPF, Comprovante de residência do Microempreendedor e CNPJ.

Por sua vez, Para obter crédito no BNDES, é necessário que o empreendedor tenha conta física em alguns dos seguintes bancos: Caixa, Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Banrisul ou SICOOB. A seguir, acesse o site do BNDES e tenha em mãos documentações como CNPJ, RG, CPF, comprovante de residência e preencha a proposta.

Conclusão

Como você pôde perceber, quem tem MEI pode, sim, fazer um empréstimo! E com condições muito especiais para pagamento! Se você é Microempreendedor Individual e está precisando de crédito, siga o nosso passo a passo de como conseguir empréstimo para MEI e invista no seu negócio! Boa sorte!