Governo Autoriza Emissão de Cartões de Crédito Para Reduzir Efeitos do Coronavírus

Nova norma possibilita acesso às pessoas com histórico de acesso reduzido ao crédito; entenda a situação e veja se você se encaixa nela

Por: Wallace Graciano em 30/03/2020
cartao-negativado

Se você não sabe como será o período de isolamento em casa devido aos efeitos do coronavírus, saiba que poderá um forte aliado durante o período de isolamento para conseguir um prazo maior para fazer suas compras. Acontece que o Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou que fintechs de crédito passem a emitir cartões de crédito.

Ao decretar a nova norma, o Banco Central (BC) argumentou que as fintechs têm a possibilidade de atender “segmentos com reduzido histórico de crédito no país”, como micro e pequenos empresários, o que aumentaria a capilaridade e acesso ao crédito.

Medida serve para facilitar o acesso de todos ao crédito

Ou seja, o Banco Central pretende, com essa medida, facilitar o acesso ao crédito e, assim, reduzir os efeitos da pandemia da Covid-19 na economia brasileira. Com maior capilaridade, há maior liquidez do sistema e pessoas antes com difícil acesso ao crédito conseguem ter maior poder de compra.

Em entrevista ao jornal “O Globo”, o economista e especialista em bancos da Austin Rating, Luis Santacreu, elogiou a medida do Governo Federal.
“O BC agiu bem para inserir as fintechs nesse contexto, de modo que elas não diminuam muito a atividade delas, mas provavelmente medidas adicionais terão que vir para que o crédito seja irrigado no sistema econômico”, ponderou.

Entenda como a medida será implementada

A regulação das fintechs de crédito é de 2018 e as divide em duas classificações: as SCD, que realizam operações de crédito a partir de capital próprio, e as Sociedades de Empréstimo entre Pessoas (SEP), que atuam como um intermediário entre quem quer financiar e quem quer tomar empréstimo.

Nesse caso, a resolução do Banco Central dá aval para que as fintechs classificadas como SCD poderem financiar as negociações por meio de repasses do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Assim, segundo o BC, essas instituições poderão se tornar “um importante canal de realização de políticas públicas”. Gostou da novidade?

7 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*

  • Já que o governo não me deu o auxílio emergencial apenas me deixou um pequeno valor do bolsa família, ele deveriam me dá esse crédito a final de contas a cesta básica que ganhei da prefeitura não tem carne! Socorro

  • Recebi mensagem no meu Messenger que um cartão de crédito havia sido aprovado e com um limite de 1400,00 só que o link postado para liberar meu limite aperto nele e nao aparece nada nunca!!!
    À nao ser novas propagandas..
    Vou e bloquear todos esses sites isso sim!!!

    • Como vai, Débora?
      Realmente é importante estar atenta para não cair em golpes.
      Me informe qual é o cartão do seu interesse, que vou te direcionar para a página de solicitação.
      Continue acompanhando o nosso portal de notícias! Temos outras informações e dicas sobre cartões de crédito.
      Caso queira saber qual é a melhor opção de cartão para você, entre em nosso portal de notícias e responda ao Quiz. Acesse: https://plusdin.com/news/quiz/dt4/google/
      Boa sorte!