Inscrições Abertas Para O FIES 2021

O Ministério da Educação abriu as inscrições para o processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (FIES)

O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) abriu ontem, terça-feira (26 de janeiro), as inscrições para os estudantes interessados no programa de financiamento do governo federal para cursar o ensino superior em uma universidade privada.

As inscrições vão até a próxima sexta-feira (29 de janeiro) e podem ser feitas pelo portal do programa, no qual o interessado poderá encontrar o edital e o cronograma completo do processo seletivo. Neste ano serão oferecidas 93 mil vagas.

O que é o FIES?

O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) foi criado pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001 e tem como objetivo financiar cursos superiores particulares, com avaliação positiva pelo Ministério da Educação (MEC), de instituições aderentes ao programa.

O programa foi inovado e dividido em diferentes modalidades, dependendo da renda do candidato, ele pode ter taxa zero de juros.

Qual é a principal mudança do novo FIES?

Possibilita um financiamento sem juros para quem precisa e tem uma escala de financiamento que varia de acordo com renda familiar do participante. Assim, o candidato poderá iniciar o pagamento respeitando o seu limite de renda, diminuindo os encargos cobrados no futuro.

Quem pode participar?

O FIES é destinando prioritariamente a estudantes que desejam obter um grau de formação no ensino superior e possuam renda familiar bruta de até três salários mínimos por pessoa.

Para se candidatar, o estudante deve ter feito alguma edição do Enem a partir de 2010 até a atual e ter obtido média de mínimo 450 pontos, além disso, ele também não pode ter zerado a redação.

O programa prioriza aqueles que não tenham concluído nenhuma formação no ensino superior nem tenham sido beneficiados pelo programa anteriormente.

Como se inscrever?

Para participar da seleção, o candidato deve entrar no site do FIES e acessar o sistema de inscrição, em seguida, seguir todas as instruções fornecidas.

Sobre o resultado

No dia 02 de fevereiro, o programa liberará a lista dos pré-selecionados.

Fui pré-selecionado, e agora?

Os pré-selecionados têm até do dia 03 a 05 de fevereiro para completarem sua inscrição.

Os demais candidatos são colocados automaticamente na lista de espera. A convocação da lista de espera acontecerá entre os dias 03 de fevereiro e 18 de março.

O edital completo do programa pode ser consultado na página oficial do programa.

Confira aqui o cronograma completo.

Inscrição

As inscrições vão do dia 26 até o dia 29 de janeiro de 2021.

Resultado dos pré-selecionados

A lista única dos pré-selecionados será divulgada no dia 02 de fevereiro de 2021, no site oficial do programa.

Completar a inscrição

Do dia 03 a 05 de fevereiro de 2021, os candidatos pré-selecionados deverão completar a sua inscrição no site do programa.

Chamada da lista de espera

Todos os demais participantes são adicionados na lista de espera.

O resultado da lista de espera se dará entre os dias 03 de fevereiro e 18 de março de 2021.

Importante: os candidatos pré-selecionados na lista de espera tem até 3 dias úteis para completar a sua inscrição, a contar a partir do dia subsequente da divulgação de sua pré-seleção no site do Fies, portanto, se você estiver na lista de espera é essencial consultar sempre o portal.

Fies – 2º semestre de 2021

O MEC também divulgou na segunda-feira, 25 de janeiro, por meio do Diário Oficial da União informações com regras de ofertas de vagas pelas instituições de ensino superior e sobre as inscrições dos candidatos para o processo seletivo do 2º semestre deste ano. Contudo, o cronograma ainda não divulgado.

O que levar em consideração na hora de contratar o FIES?

Embora pagar o curso superior em longas prestações possa, em um primeiro momento, ser muito bom para as suas finanças atuais, não se esqueça de que o financiamento estudantil possui juros altos.

Por isso, como toda despesa, é importante que você se planeje para essa dívida colocando, inclusive, as contas na ponta do lápis.

Será que vale mesmo a pena fazer um empréstimo para estudar? Talvez você esteja se perguntando. Bom, à vezes, é melhor tentar uma bolsa de estudos (ainda que parcial), fazer uma vaquinha on-line ou mesmo buscar outras formas de conseguir bancar o valor da mensalidade.

Isso porque com o FIES, além de você ter um alto valor  para pagar depois de se formar, caso você atrase alguma mensalidade, é um pouco difícil de fazer a “renegociação FIES”, gerar a segunda via do boleto FIES também é um pouco burocrático. Aliás, um boleto FIES atrasado pode se tornar uma grande dor de cabeça.

Você já fez ou tem algum financiamento estudantil? Quais foram as dificuldades enfrentadas?

         
Da Redação
Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*