Saques do FGTS, PIS e muito mais: veja quais pagamentos do governo você pode receber ainda em 2020

Por: Da Redação em 09/04/2020 - 18h46

Para além do Auxílio Emergencial, que não está certo sua validade nem valores pagos em 2020, os trabalhadores brasileiros podem receber, ainda este ano, ao menos cinco tipos de pagamentos do governo federal, sendo três deles do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e dois do abono salarial do PIS/Pasep.

Abaixo vamos explicar cada um deles e como você poderá complementar sua renda ainda este ano.

FGTS

Pelo Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, você poderá ter três novas receitas ainda este ano. São elas:

1 – Saque emergencial de R$ 1.045

Em março, o governo federal estipulou a possibilidade de saque emergencial por trabalhadores que têm contas ativas e inativas na Caixa Econômica Federal. Somando as duas, eles poderão sacar até um salário mínimo (R$ 1.045,00) do benefício. Os depósitos serão feitos em poupança social digital da Caixa Econômica Federal e têm início no dia 29 de junho seguindo até 21 de setembro.

Nesta fase, que não é a mesma do saque emergencial disponibilizado em 2019, tampouco do saque aniversário, que passou a vigorar neste ano, poderão receber o dinheiro todos os titulares de contas do Fundo de Garantia com saldo disponível, sejam contas ativas ou inativas.

Com o dinheiro na poupança social, os trabalhadores podem pagar boletos, contas de água, luz, telefone, fazer compras online com cartão virtual e em lojas físicas por meio de QR Code.

Os trabalhadores poderão realizar saques em espécie e fazer transferências para contas de em outros bancos só a partir de 25 de julho. A data de liberação em na poupança digital e para saques dependem do mês de nascimento do trabalhador.

Veja o calendário completo abaixo:
imagem-das-datas (1)

2 – Saque-aniversário

O saque-aniversário garante anualmente ao trabalhador o acesso a parte do saldo do FGTS. O calendário de pagamento teve início em abril deste ano, e os repasses são entre 5% e 50% do valor total disponível no Fundo. Em alguns casos, também é acrescida parcela adicional, que pode chegar a R$ 2.900,00.

Tem direito ao saque-aniversário todos que aderem à modalidade. O pagamento está sendo feito de acordo com o calendário.

Confira abaixo:

  • Nascidos em janeiro e fevereiro: saques de abril a junho;
  • Nascidos em março e abril: saques de maio a julho;
  • Nascidos em maio e junho: saques de junho a agosto;
  • Nascidos em julho: saques de julho a setembro;
  • Nascidos em agosto: saques de agosto a outubro;
  • Nascidos em setembro: saques de setembro a novembro;
  • Nascidos em outubro: saques de outubro a dezembro;
  • Nascidos em novembro: saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021;
  • Nascidos em dezembro: saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021.

É possível simular o valor e aderir ao saque-aniversário por meio do site oficial da Caixa e pelo aplicativo do FGTS, disponível na App Store, Google Play ou Windows Store.

3 – FGTS liberado por força maior

Essa é modalidade de FGTS que pode ser liberada e caso de demissão sem justa causa, término do contrato por prazo determinado, rescisão por falência, rescisão de contrato, aposentadoria e outras situações que preveem a liberação total do saldo do fundo aos trabalhadores.

Para sacar é necessário apresentar documentos específicos para cada caso de desvinculo com o emprego. Porém, quem aderiu ao Saque Aniversário não poderá fazê-lo.

PIS/Pasep

1 – Abono salarial PIS/Pasep

O pagamento do abono salarial PIS/Pasep 2019 terá início no dia 30 de julho e se encerrará em 30 de junho do ano que vem. Têm direito a sacar o benefício os trabalhadores da iniciativa privada, vinculados de acordo com calendário definido por mês de aniversário. Já os funcionários públicos recebem o Pasep pelo Banco do Brasil obedecendo cronograma que segue o último dígito do número de inscrição no benefício.

Para ter direito ao abono salarial é necessário ter trabalhado formalmente ao menos 30 dias em 2019, com salário médio de até dois salários mínimos. Além disso, o trabalhador precisa estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos.

2 – Cotas do PIS/PASEP

O pagamento das cotas do fundo PIS/PASEP (pagamento retroativo) está disponível para aqueles que tiveram o recurso depositado pelo empregador entre os anos de 1971 e 1988 e não fizeram a retirada do saldo total anteriormente. O valor médio de saque é R$ 1.760, mas depende de quanto o trabalhador tem depositado.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*