Mais dinheiro no seu bolso: qual conta digital rende mais?

Que tal colocar seu dinheiro trabalhando a seu favor? A conta digital pode te ajudar neste processo; confira aqui

Por: Da Redação em 06/04/2021
Mais dinheiro no seu bolso: qual conta digital rende mais?

Veja como funciona o rendimento de contas digitais e qual a melhor opção

O rendimento das contas digitais é superior ao da poupança, algo bastante explorado pelos bancos. Porém, desde que elas caíram no gosto do consumidor, sempre surge a pergunta de “qual rende mais?”.

Antes de saber qual alternativa apresenta o melhor rendimento, é importante entender porque isso é possível. Saiba mais a seguir.

A revolução bancária das contas digitais

Para começar a falar sobre o rendimento, precisamos entender rapidamente a importância de uma conta digital.

As contas digitais nasceram como um produto que revolucionou a forma como encaramos serviços bancários.

De início, as fintechs começaram a oferecer as contas como um serviço financeiro inovador. Pela premissa mais simples, livre de burocracia e a facilidade de uso, a opção ficou conhecida e rapidamente se popularizou.

Como característica, as contas digitais são livres de taxas de manutenção, têm tarifas reduzidas na maioria dos serviços e não possuem estrutura física. Elas também oferecem cartões de crédito sem anuidade, gestão da conta via aplicativo e, claro, um rendimento com liquidez.

Um dos pontos que chama a atenção do usuário ao abrir uma conta digital é que o dinheiro rende. E é aqui que entramos no que realmente interessa: o rendimento de contas digitais.

Rendimento de contas digitais: como funciona?

A aplicação de valores para rendimento não é um serviço exclusivo dos bancos digitais e fintechs. Isso sempre existiu, porém, não era nada tão expressivo, não atraindo os correntistas.

Os bancos tradicionais ofereciam 80% do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) como proposta de rendimento. Para quem não sabe, o CDI segue a taxa básica de juros, no caso, a Selic.

Tudo iria bem, se o valor não sofresse com descontos de impostos e a cobrança da taxa de administração em cerca de 4%. Resumindo, o correntista tinha praticamente nenhum retorno nessa aplicação.

O produto era desinteressante e tornava a caderneta de poupança bem mais atrativa, até a chegada das contas digitais.

Entre os produtos, o rendimento foi redesenhado para oferecer melhores condições ao consumidor. O serviço é o mesmo, mas ele traz resultados, diferente do que ocorre no modo tradicional.

Seu dinheiro rendendo sem você fazer nada

O rendimento de contas digitais é automático, ou seja, você não precisa aplicar valores em fundos para ter retorno.

Normalmente, as contas oferecem liquidez diária, mas isso depende de cada instituição, além disso, o CDI é de 100% ou mais. Não existe taxa administrativa e você possui liberdade para movimentar os valores a qualquer momento.

Qual a diferença para a poupança?

A principal diferença está no valor de rendimento. Isso porque a poupança oferece 70% da taxa Selic que em fevereiro estava em 2% ao ano. As contas digitais têm retorno de cerca de 1,9% ao ano pelo CDI, sendo superior ao valor pago na caderneta.

Para avaliar esse resultado, sempre é levado em consideração a inflação. No caso, por conta da inflação estar em 4,56%, a remuneração das contas digitais acaba sendo negativa em relação a poupança.

Mas calma, tem um detalhe que faz toda diferença entre elas.

O rendimento da poupança ocorre no chamado “aniversário”, isso significa que a remuneração só aparece a cada 30 dias. Já a liquidez das contas digitais é diária.

Se você depositar um valor na conta no início do mês, em uma semana ele terá rendido ao menos alguns centavos. Na poupança, isso não acontece.

Desta forma, é mais vantajoso guardar o seu dinheiro na conta digital, do que na poupança.

O rendimento de contas digitais é seguro?

Embora as contas digitais estejam há alguns anos no cotidiano dos brasileiros, ainda há dúvidas em relação a segurança.

Por ser um serviço “novo”, os consumidores estão sempre se perguntando se há segurança em manter o dinheiro na conta. Quanto a isso, não precisa ter preocupação.

Assim como na poupança, o rendimento de contas digitais tem cobertura para garantir a proteção da aplicação. Em algumas, a garantia é do FGC (Fundo Garantidor de Créditos), em outras pelo Tesouro Direto.

É interessante pesquisar sobre essa cobertura antes da abertura da conta, assim você verá com quais proteções ela trabalha.

Conhecer o rendimento das contas também é importante. Por isso, listamos a seguir 5 contas digitais com melhor rentabilidade.

Qual conta digital rende mais?

Essa é a pergunta que todo usuário faz ao pensar em abrir uma conta digital. Como explicado, as contas rendem mais do que a poupança e apresentam excelente liquidez, por si só isso já chama atenção.

De forma individual, você verá o que cada uma das contas oferece em relação ao rendimento. Assim, fica mais fácil avaliar esse fator.

Conta digital Nubank

Quando falamos sobre rendimento de contas digitais, uma das primeiras que vem à mente é a opção da NuConta.

O Nubank tem liquidez diária e rende 100% do CDI para qualquer valor. Não importa se você depositou na conta R$ 100 ou R$ 1.000, terá algum retorno.

Estima-se que a conta tenha rentabilidade em torno de 2,7% ao ano.

Conta digital Original

A conta do banco Original também rende 100% do CDI e liquidez diária, no entanto diverge um pouco da Nubank.

No caso, o banco tem políticas em relação a retirada de valores, influenciando diretamente no rendimento. Ao realizar retiradas, o valor irá render apenas 10% do CDI no período de 30 dias.

Basicamente, tem a mesma mecânica que a poupança. Se você não movimentar o valor aplicado em 30 dias, o rendimento é total, caso contrário renderá apenas 10%.

Além disso, apenas valores acima de R$ 100 para começar a render. O rendimento líquido entra na conta até o 5º dia útil após o fechamento, que ocorre sempre ao final do mês anterior.

Conta digital PagBank

A PagBank é a conta associada à máquina de cartão do PagSeguro e foi a primeira desta categoria a oferecer rentabilidade.

A aplicação é automática, ou seja, ao entrar dinheiro na conta ele já começa a render, independentemente do valor.

No caso, ela rende 100% do CDI para valores de até R$ 1.000. Caso deposite um valor maior, ela renderá mais 5% também no CDI. Já a liquidez é mensal.

Conta digital PicPay

A carteira digital PicPay tem, até então, o rendimento mais alto: 210% do CDI, o que representa três vezes mais que a poupança.

Não há uma previsão de quanto a instituição passará a trabalhar com outra porcentagem. É fato que ela pode mudar a qualquer momento, informação presente no site da PicPay.

Assim como outras contas, o rendimento é automático. Basta ter um valor depositado na conta que ela irá render. A liquidez também é diária, permitindo a movimentação dos valores quando desejar.

Outro ponto importante é que há um limite de aplicação por CPF no valor de R$ 250 mil.

Conta digital Neon

A conta trabalha com dois formatos de investimento para fazer o dinheiro render.

Uma das opções funciona como um parcelamento, onde o correntista destina valores diários ou mensais para a conta. Nesta modalidade, a ideia é atingir um objetivo em específico, como uma viagem, por exemplo.

O outro formato é chamado de “Livre”, justamente por não ter a obrigatoriedade de programar parcelas. O usuário define quanto deseja aplicar e pronto, o dinheiro terá rendimento.

Na conta Neon, o valor aplicado inicia rendendo 95% do CDI e pode chegar a 101% dentro de seis meses.

A instituição deixa o correntista livre para resgatar o valor a qualquer momento. No entanto, se não mexer na aplicação, ela pode atingir o teto de rendimento durante o período apontado.

Afinal, onde meu dinheiro rende mais?

Ao conhecer as opções e analisar como cada uma trabalha fica mais fácil definir qual a conta com melhor rentabilidade, não é mesmo?

Entretanto, não se esqueça de um detalhe: para fazer seu dinheiro render mais não basta pensar na conta com maior rentabilidade.

Há outras fatores que devem ser levados em consideração como o tempo que o dinheiro ficará e o valor do montante a ser deixado na conta. 

Na hora de decidir, leve em consideração esses pontos, pois eles fazem muita diferença.

Ficou com alguma dúvida? Escreva pra gente aqui nos comentários e conte com o Plusdin se precisar de ajuda no universo das contas bancárias.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*Os comentários não representam a opinião do portal ou de seu editores! Ao publicar você está concordando com a Política de Privacidade.

*